Chega a oito o número de cavalos com diagnóstico de mormo no RS

25/09/2015 09:12

Mais cinco casos da doença equina mormo foram confirmados nesta quinta-feira no Rio Grande do Sul, todos no município de Santo Antônio das Missões, no Noroeste gaúcho. Assim, chega a oito o número de cavalos com diagnóstico da doença. Mais detalhes sobre o controle do mormo nas propriedades devem ser divulgados até o final da tarde, em nota da Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária.

Os três casos anteriores foram registrados em junho em Rolante, no Vale do Paranhana, e, nessa semana, em Alegrete e em Uruguaiana, na Fronteira Oeste. Por determinação da legislação sanitária, os animais contaminados pelo mormo devem ser sacrificados. Exames são conduzidos em todos os equinos que tiveram contato com os doentes.

Há outras dezenas de propriedades rurais sob vigilância devido a suspeitas da doença em várias regiões do Estado. O risco de epidemia da doença, aliado à crise financeira, levou pelo menos 120 prefeituras a cancelarem os desfiles da Semana Farroupilha. O mormo é transmitido através de pus; secreção nasal; urina ou fezes de animais contaminados e pode infectar humanos, ainda que raramente.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!