Direção do Inter terá que vender jogadores para cumprir orçamento

08/10/2015 09:32

Apesar de o presidente Vitorio Piffero ter afirmado exatamente o contrário há apenas alguns dias, quando apresentou a situação das finanças do clube à imprensa, o Inter terá de vender ao menosmais um grande jogador para cumprir seu planejamento do ano. Pelo menos foi isso que a atual diretoria prometeu aos conselheiros na última segunda-feira, quando foi aprovada pelo Conselho Deliberativo (CD) uma suplementação orçamentária que projeta uma elevação substancial das receitas do clube. 

A principal fonte seria a venda de atletas, que teria de colocar cerca de R$ 23,5 milhões a mais nos cofres —aumentando a contribuição dos atuais R$ 67,3 milhões (arrecadados até agosto basicamente com as vendas do volante Aránguiz e do atacante Caio) para R$ 92,5 milhões. 

A promessa de mais vendas foi aprovada pelo CD, mas alguns conselheiros avaliam a medida como equivocada. “O conselho deu uma autorização para a atual gestão gastar mais baseado na promessa de venda de outros jogadores, o que pode não acontecer. Se a venda não se concretizar, o endividamento do clube aumentará bastante”, observa o conselheiro José Amarante, vice de Administração na gestão de Giovanni Luig.

“Analisamos o valor arrecadado com a venda de jogadores até este momento do ano e projetamos até dezembro. Sabemos que a janela do final do ano é menos movimentada, mas o Inter tem bons jogadores”, avalia o assessor de Controladoria e Transparência, Sandro Farias.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!